Open Banking

[eBook] Fase 3 do Open Banking - entenda o ITP

Começou a Fase 3 do Open Banking, cuja principal novidade é o ITP, que permite a integração do ecossistema de compartilhamento de dados com o Pix. Dessa forma, os consumidores poderão fazer transações, como pagamentos e transferências, utilizando o Pix no âmbito do Open Banking. Ou seja, será possível realizar um pagamento via Pix fora do ambiente do internet banking.

 

Para isso, entra em cena uma nova figura regulada pelo Banco Central: os iniciadores de transação de pagamentos - ITP. Mas, afinal, o que é isso, como o ITP funciona e de que forma essa novidade vai agregar valor para empresas e clientes?

Para esclarecer essas e outras dúvidas, fizemos um eBook com as principais informações que você precisa saber sobre a Fase 3, além de uma explicação completa sobre o ITP e detalhes de todas as etapas do cronograma de implementação do Open Banking no Brasil. 


Faça o download gratuito e aproveite para consultar o eBook sempre que quiser. 


 

Outros conteúdos sobre a Fase 3 do Open Banking

 

Agora somos (também) uma Iniciadora de Transação de Pagamento

Nesse post, falamos sobre a licença da Quanto para operar como ITP.

 

Pix Saque e Pix Troco: serviços estarão disponíveis em novembro
Aqui, contamos como isso vai funcionar, permitindo sacar dinheiro em estabelecimentos comerciais e receber troco de uma compra via Pix. 

 

Destaque da fase 3 do Open Banking será o ITP
O primeiro conteúdo que fizemos sobre o Iniciador de Transação de Pagamento.

Implementação do Open Banking: entenda as dificuldades técnicas
Artigo de Lucas Teske, Chief Satellite Hacker da Quanto.

 

APIs de Open Banking: vantagens de terceirizar suas conexões

Em primeiro lugar, é preciso entender que desenvolver APIs é apenas uma parte do processo. 

 

O valor dos dados do Open Banking para o seu negócio

Artigo de Vinicius Menk Navarro, Account Executive da Quanto.