Mercado Financeiro

Agora somos (também) uma Iniciadora de Transação de Pagamento

O Banco Central emitiu nesta terça-feira (19) uma autorização à Quanto para operarmos como Iniciadora de Transação de Pagamento - ITP - no contexto do Open Banking e PIX. Isso significa que a Quanto poderá intermediar pagamentos e transferências de usuários usando os mesmos métodos de autenticação dos bancos, mas sem precisar acessar a conta bancária. 

 

Com o ITP, tudo (pagamentos e transferências) acontece dentro dos próprios aplicativos e sites em que as pessoas estão conectadas. A título de comparação, a dinâmica de funcionamento é algo próximo ao serviço oferecido pelo PayPal, mas com uma grande diferença: ITP tem potencial para mudar o mercado financeiro, "É um divisor de águas e um marco para a Quanto", ressaltou o fundador e CEO da Quanto, Ricardo Taveira.

 

ITP na Fase 3 do Open Banking

 

Como já abordamos aqui no blog, a iniciação de pagamento é o grande destaque da Fase 3 de implementação do Open Banking. Para autorizar as transações, o iniciador de pagamento conecta os diversos bancos e apps do usuário através de uma única interface segura. Assim, permite que um usuário, por exemplo, autorize um pagamento dentro de um aplicativo de entrega de comida por meio de uma simples notificação "push" do aplicativo do seu banco. 


De acordo com Taveira,  "mais do que maior comodidade e segurança no curto prazo, com o roadmap do Open Banking - como a futura inclusão de funcionalidade de débito automático em conta no PIX - a Quanto ajudará na construção de serviços financeiros inovadores, que facilitam atividades do nosso dia a dia, como por exemplo, dividir uma conta entre amigos ou familiares". 

 

Mercado de crédito aquecido

 

O ITP tem potencial para, inclusive, diminuir o custo de aquisição de crédito para os usuários e aumentar a taxa de concessão para as empresas que o oferecem. Tudo por conta do dinamismo que o ITP trará ao fluxo de dados dentro do Open Banking e PIX. 

 

Se um usuário tiver conta em Banco A e B, mas o saldo no Banco A não for suficiente para completar uma compra, o iniciador de pagamento poderá usar a linha de crédito mais barata naquele momento - seja do Banco A ou B - para finalizar a operação financeira.


Iniciadora de Transação de Pagamento - muitas possibilidades

 

  • Transferências P2P -  termo designado para transações entre pessoas, mas, nesse caso, fora da interface do banco dos usuários;
  • Pagamentos automáticos - transações recorrentes como débito automático e planos de assinaturas acontecerão fora do internet banking;
  • Compartilhamento de dados cadastrais com single sign-on;
  • Contratação de produtos financeiros e movimentações de investimentos;
  • VPA - Virtual Payment Address, uma espécie de máscara para recebimento de PIX. 

 

Ainda é cedo para listar todos os casos de uso que o ITP abrirá para as empresas, mas é possível afirmar que muitas transformações estão prestes a acontecer no mercado financeiro e a Quanto faz parte dessa evolução. 

 

Leia também:

Open Banking para todas as empresas
[eBook] Glossário Open Banking: siglas, termos e abreviaturas